A companhia e a devoção que os felinos nos dedicam ultrapassa em muito o risco de nos expormos a doenças

Gravidez e gatos: Existe perigo nesta relação?
A toxoplasmose não é o único perigo que as grávidas têm de enfrentar. Se houver boa higiene, e consumo de carne apenas bem cozinhada, a maioria dos problemas serão evitados. A toxoplasmose não é nenhuma novidade e as mulheres grávidas podem possuir gatos. A companhia e a devoção que os felinos nos dedicam ultrapassa em muito o risco de nos expormos a doenças.
Gravado no Pet Shop Animal Help

Posted in Geral, Reportagem | Leave a comment

O encantador de gatos – Introdução de um novo felino

Vamos comentar neste post algo que acontece com certa frequência em algumas residências: a introdução de um novo felino e a resistência por parte daqueles que já moram no local.

É comum que os veteranos tenham resistência e, por vezes, ataquem o felino novato. Mas tudo tem jeito e há algumas técnicas que ajudam muito neste momento de adaptação para ambos animais.

“NÃO introduza o novo animal diretamente no ambiente.”
Sempre que for possível, ao receber um novo felino, coloque-o num quarto ou local fechado (para não fugir) com ração (de preferência igual a dos veteranos) e água a vontade. Os felinos não são presos ao ambiente como a ignorância popular diz, mas possuem sim, uma ligação mais territorialista, de modo que, só o fato de mudarmos o animal de local, estamos provocando um certo stress no bichinho.

“Comece um trabalho de adaptação usando o olfato.”
Os animais são extremamente sensíveis com o sentido do olfato. Os veteranos vão saber que há “alguém novo na área” e provavelmente vão cheirar pela fresta da porta, podem miar, etc… essa reação depende de cada bichano. Mas há como tirar proveito desta sensibilidade. Faça carinho nos veteranos para que o cheiro deles passem para suas mãos, etc… depois, vá no ambiente do novato e faça carinho nele, para que: 1) sinta o cheiro dos veteranos e com o seu carinho, associe a algo bom, 2) para que o cheiro do novato se misture com os veteranos. Volte nos veteranos e deixem eles cheirarem, se fizerem fúuu (riscar fósforo) não se intimide, espere um pouquinho e faça carinho neles. A idéia é misturar os cheiros, na verdade, se apresentarem pelo cheiro recebendo uma atitude de carinho, de algo bom.
Neste momento também seria muito bom se você conseguir uma peça de roupa velha, onde os veteranos possam rolar em cima, dormir, enfim, passar o cheiro deles. Levar para o novato fazer o mesmo e voltar com a roupa aos veteranos. Um fato importante é que não é apenas compartilhar o ambiente que incomoda os animais, mas principalmente, compartilhar aqueles que eles escolheram para serem donos. Ou seja, a mim e a você. Eles geralmente escolhem alguém da casa para serem mais próximos, etc… e esse egoísmo pessoal está entre os fatores de maior stress nas relações coletivas entre os animais. Tivemos sucesso com essa técnica com os nossos quando da adaptação.

“Introduza o novo animal aos poucos.”
Ao passar de dois dias ou três, você terá essa sensibilidade, comece a liberar o animal para conhecer a casa ou apartamento. É muito importante você acompanhar esses primeiros movimentos. Os veteranos estarão curiosos e podem estranhar. Se houver riscado de fósforo ou movimentação agressiva, separe os animais. Não deixe que eles “se resolvam” pois isso só vai aumentar a raiva. Também não bata neste momento (aliás, nunca batemos nos nossos), converse com os veteranos, passe a mão neles, acalme-os com uma voz tranquila e fortaleça o fato de que eles vão continuar sendo amados e não perderão seu papel na família. Pode parecer bobeira mas não é, os animais possuem uma sensibilidade que nós humanos ainda não a conhecemos em sua plenitude. Se for dar briga, volte com o novato para o ambiente separado e recomece o passo um, use as roupas, etc…

“Não force a relação.”
Pode ser que na ansiedade de tudo dar certo, você coloque um animal próximo do outro propositadamente. Isso geralmente não dá certo e os veteranos costumas se sentir ameaçados e tornam-se agressivos instintivamente. Não faça isso, seria como provocar uma “rinha de gatos”. Deixe-os se descobrirem devagar, no ritmo deles. No início muitas vezes vão ficar distantes, observando uns aos outros, mas em pouco tempo estarão próximo e com nosso apoio, serão amigos.

“Mesmo assim está tenso.”
Procure nos petshops especializados ou na internet, por florais felinos. São “perfumes” feitos artesanalmente que ajudam a acalmar os felinos tornando o ambiente mais agradável. Algumas pessoas já tiveram sucesso com esse procedimento.
Compre também a “erva dos gatos”, catnip. É um matinho que eles simplesmente adoram, vão a loucura. Isso também acalma os felinos. A erva pode ser compartilhada mas ela não deve durar muito. Eles vão mastigar o canteirinho no potinho e detonar a graminha.

Você não precisa introduzir o floral e a erva ao mesmo tempo. Nem acho recomendável. Prefira uma técnica por vez e avalie o resultado antes de reintroduzir o floral ou a erva.

“Mais alguma coisa?”
Sim, na verdade um dos itens mais importantes é a castração dos animais. Que além de beneficiá-los fisicamente, atua na saúde emocional.

Vou colocar em outro post algumas ‘descobertas’ que fizemos durante o tempo que nos  ajudam hoje com muita propriedade a cuidar de nossos animais com maior efetividade.

Chris Nicklas e seus gatos

Chris Nicklas e seus gatos

E para fechar, sempre consulte um veterinário de sua confiança. Converse com ele sobre estes e outros aspectos. Este profissional estudou muito para poder nos ajudar com nossos queridos e pode orientá-lo com outros métodos e procedimentos dentro do contexto em que sua família se encontra.

Não desista deles! Infelizmente grande parte dos felinos são animais incompreendidos em uma sociedade onde a personalidade e independência (parcial) não são aceitas pelos humanóides. Mas só quem já em um gato sabe como é impossível viver sem eles depois!

Um forte abraço e sucesso com os novos membros da família!

Posted in Geral, Reportagem | Leave a comment

Homenagem

Foto da Luisa

Luisa Mell

Queremos abrir mais um post de homenagem para uma pessoa que é bonita por dentro acima de tudo. Luisa Mell vêm liderando um trabalho exemplo para todo o país. Conheça mais sobre o projeto no site: http://luisamell.com.br/category/protecao-animal

Posted in Homenagem, Reportagem | Leave a comment

Redes de proteção

Queremos enfatizar neste post a importância das redes de proteção que são mais comuns  em apartamentos, mas sua instalação em casas também é muito importante para a segurança e saúde do seu bichinho de estimação.

Redes de Proteção

Redes de Proteção

As redes permitem a contenção do seu felino no ambiente interno, evitando que ele caia ou saia de um espaço seguro, por sua natureza exploratória.

Se você mora em apartamento, esse equipamento de proteção é obrigatório. Já em determinadas casas, o acesso a outras áreas pode ser mais difícil, mas essa avaliação deve ser feita a fim de evitar riscos de vida e à saúde do bichano.

Na página de dicas vamos publicar algumas empresas em Belo Horizonte que você pode contatar para este serviço. Caso queira divulgar contatos de sua cidade e ajudar mais pessoas a proteger nossos amados, envie os dados em nossa página de contato.

Posted in Geral, Reportagem | Leave a comment

Para espantar frio, gato dorme sobre ovelhas em fazenda de Taquara, RS

São inúmeros relatos de pessoas que conhecemos que adotam os felinos em suas propriedades rurais. O número de roedores praticamente minimiza e isso espanta as cobras da região por eliminar seu alimento preferido.

Mas reportagem é sobre esse gatinho fofo que quer espantar o frio. Leia aqui.

gato dorme sobre ovelhas em fazenda de Taquara

Posted in Geral, Reportagem | Leave a comment

Paixão e recorde: professora reúne maior coleção sobre gatos do Brasil

“O gato é um animal muito companheiro e carinhoso, mas nem todo mundo sabe. É uma maneira de mostrar isso para as pessoas”

professora reúne maior coleção sobre gatos do Brasil

Moradora de Vinhedo, Regina Vertamatti tem 532 artigos de felinos.

Posted in Geral | Leave a comment

Fontes de Água – Hidratação – Cuidado com a falta ou excesso de líquidos

Depois de termos problemas renais com dois de nossos bichanos, o Siamês – Alfredo e o DiNo, começamos a entender um pouco melhor sobre os cuidados que precisamos ter com a ingestão de líquidos e sua importância para os felinos.

Atualmente comprei duas fontes, uma para nossos dois gatos e outra para o gatito de minha mãe e garoto propaganda do site, o neném. No caso dele, a fonte é artesanal em formato de torneira porque sempre “pede” para abrí-la para beber. A outra, maior, é industrializada, vou postar os vídeos para ilustrar e facilitar suas escolhas caso faça opção por estes modelos de hidratação. Abaixo, o neném usando sua fonte “de torneira”. Comprei essa fonte no Mercado Livre pelo vendedor Paulo Zotarelli.

Em ambos os casos notamos uma notável melhora na hidratação dos bichanos! Eles se interessam muito mais pela “água em movimento” do que a tradicionais vasilhas nos cantos da casa (mesmo antes deixávamos sempre mais de uma).

Adicionei um TIMER na tomada para ligar e parar as fontes em intervalos durante o dia. Eu tinha em mente que se a fonte ficasse ligada “direto”, eles poderiam perder o interesse. E essa foi outra situação que também deu certo! Quando a fonte liga, faz barulho e começa a mexer a água, em muitos casos eles vão lá para “conferir” e bebem um pouquinho. Em ambas as fontes, é possível beber a água mesmo sem o funcionamento da bomba.

Abaixo algumas informações do Guia Ilustrado Zahar – Gatos. Um livro indispensável para quem quer cuidar melhor do seu felino.

Sobre Hidratação

Um excelente guia para proprietários de felinos

Caso você não queira ou possa comprar uma fonte destas. A Eliane Curcio ensina a fazer uma fonte artesanal com materiais fáceis de encontrar e baixo custo.

Posted in Geral, Reportagem | Leave a comment

Oakland’s Internet Cat Video Festival

Um festival só para eles…

Cat Festival

Um festival para os bichanos

Posted in Geral | Leave a comment

Animais de estimação revelam seus superpoderes para a saúde e o comportamento infantil

O artista plástico Rogério Fernandes tem uma família grande. Na casa, moram sete indivíduos: ele, a esposa Ana Tereza Carneiro, a Tetê; Benjamin, de 4 anos; Aurora, de 3 e a pequena Valentina, de 11 meses; além de Matisse, de 10 anos; e Cloé, de 9. Matisse e Cloé são os gatinhos de estimação do casal. “Todos são da família, logo, um tem que cuidar do outro. Meus filhos aprenderam isso de maneira muito natural”, explica Rogério.

Os superpoderes dos animais

Animais de estimação revelam seus superpoderes para a saúde e o comportamento infantil

De acordo com o artista, essa convivência ensina noções de respeito, não só em relação aos gatos ou cachorros, mas também em relação ao espaço, em relação às outras pessoas e em relação a tudo que é diferente, desenvolvendo a tolerância. “Essa amizade entre eles trouxe mais noções de socialização, carinho e maturidade”, comemora.

Por: Letícia Orlandi – Saúde Plena

Leia mais…

Posted in Geral, Reportagem | 1 Comment

Documentário – O gato doméstico [Discovery Channel]

Um excelente documentário sobre nossos bichanos. Vale a pena conferir:

Posted in Geral, Reportagem | Leave a comment

Ode ao gato – Pablo Neruda

ODE AO GATO

Pablo Neruda
tradução:  Eliane Zagury
Os animais foram
imperfeitos,
compridos de rabo, tristes
de  cabeça.
Pouco a pouco se foram
compondo,
fazendo-se paisagem,
adquirindo pintas, graça vôo.
O gato,
só o gato apareceu completo
e orgulhoso:
nasceu completamente terminado,
anda sozinho e sabe o que quer.  Continue reading

Posted in Geral, Homenagem | Leave a comment

Anatomia do gato: bigodes

Bigodes gatatais são incríveis…longos e expressivos, eles deixam os gatos ainda mais lindos, se é que isso é possível. Mas essa não é a única função dos bigodes felinos, cujo nome correto é ‘vibrissa‘. As vibrissas são o canivete suíço do kit de ferramentas sensoriais e de comunicação que torna os gatos predadores perfeitos.

Mais sensível que um bigode…só dois bigodes!

As vibrissas são na verdade um tipo de pelo, mais longo e mais grosso. Sua raiz é 3x mais profunda do que a dos pelos normais, e a área ao seu redor tem um suprimento generoso de nervos e células sensoriais, que se conectam com uma área especial do cérebro do gato, semelhante ao córtex visual, e que lhe permite criar um mapa em 3D do ambiente que o cerca com base nas informações táteis recebidas.

Isso faz com que as pontas dos bigodes sejam tão sensíveis, mas tão sensíveis, que os gatos sequer precisam tocar os objetos com elas para detectá-los…os nervos na base dos bigodes conseguem detectar até o movimento de ar dentro de casa, tal como as correntes de ar ao redor dos móveis quando nos movemos, o que permite que o gato saiba que existe um objeto lá mesmo quando está super escuro.

Como são animais noturnos, isso os ajuda a ‘ver’ mais claramente quando caçam à noite. Gatos cegos dependem quase que exclusivamente dos seus bigodes para conseguir se movimentar no ambiente.

A sensibilidade dos bigodes é tão grande que muitos gatos não gostam de potinhos de água ou ração com a borda alta, porque os bigodes tocam as bordas e se curvam para trás, incomodando e até gerando stress. Se o potinho é muito fundo, é comum o gato só comer quando ele está cheio até a borda, porque assim seus bigodes não encostam em nada, e quando o volume de ração diminui, ele para de comer e fica esperando você colocar mais. Ou então ele tira os grãozinhos de ração com a patinha e os coloca no chão, de onde prefere comer. Portanto, dê preferência para pratinhos rasos, ou potinhos largos e com a borda mais baixa.

Quantos bigodes o gato tem?

Esse número pode variar em alguns gatos, com algumas vibrissas a mais ou a menos, mas o normal é o gato ter 24 vibrissas, 12 de cada lado do focinho, divididas em grupos de 4. As duas fileiras superiores podem ser movidas independentemente das fileiras inferiores, para proporcionar uma maior precisão na medição de espaços. Além disso, também existem vibrissas acima dos olhos, no queixo, e na parte de trás e inferior das patas dianteiras.

Talvez você já tenha encontrado algum bigode do seu gato caído no chão da casa. Isso é normal, as vibrissas também caem e novas crescem em seu lugar, mas com bem menos frequência do que com os outros pelos do corpo. E não se surpreenda se você encontrar um bigode branco crescendo no seu gato preto à medida que ele envelhece. Gatos vão ficando grisalhos com a idade, mas isso não é muito visível a não ser que ele tenha uma cor sólida escura.

Hmm, será que eu passo aqui?

Os bigodes do focinho têm em média o mesmo comprimento que a parte mais larga do corpo do gato, então eles o ajudam a descobrir se aquela frestinha da janela que você deixou aberta é larga o suficiente para permitir sua passagem. Alguns gatos, no entanto, têm vibrissas absurdamente e lindamente longas, maiores do que a sua largura…talvez tenham nascido com a versão deluxe dos bigodes! Você já deve ter visto seu gato colocar a cabeça para dentro e para fora de alguma passagem, antes de resolver se aventurar…ele está usando os bigodes para medir o espaço e assim ter certeza de que seu corpo irá passar sem o risco de ficar entalado…isso é muito importante se ele estiver fugindo de um cachorro, por exemplo.  Precisamos lembrar também que os gatos não possuem clavícula, o que permite que eles movimentem os ombros com muito mais amplitude e se contorçam de tal modo que conseguem passar por aberturas super estreitas.

Algumas pessoas dizem que se o gato fica mais gordo os bigodes ficam mais compridos, mantendo assim a proporção comprimento do bigode x largura do corpo. No entanto, não existe ainda nenhuma evidência científica de que isso realmente aconteça. O que vejo em casa com o meu gato gordinho é que ele acha que passa porque os bigodes passaram…e então o resto do corpo entala e ele tem que dar ré, hehe. Pelo menos no caso dele os bigodes não cresceram junto com a largura do corpo 🙂

Óculos pra caçar? Não obrigado, tenho minhas vibrissas

Apesar de sua incrível visão em ambientes com pouca luminosidade, gatos na verdade não enxergam muito bem de perto. Portanto, quando eles caçam a presa – seja ela um ratinho de verdade ou de pelúcia – eles precisam de algum modo sentir que ela está posicionada adequadamente para a mordida fatal. Os bigodes na parte de trás das patas, e com menos intensidade os do queixo e do focinho, são essenciais para esse fim. Fotografias feita em alta velocidade mostram que quando um gato não consegue ver a presa porque ela está muito próxima da sua boca, as vibrissas se movem e formam uma ‘cesta’ ao redor do focinho, de modo a detectar com precisão a localização da presa.

As vibrissas também ajudam o gato a detectar odores com mais facilidade, direcionando as correntes de ar para o nariz e boca.

Hoje não estou a fim de papo, você não viu meus bigodes?

A posição dos bigodes do seu gato é um indicador do estado de espírito dele. Se os bigodes estão relaxados e para os lados, ele está calmo. Se estão voltados para frente, significa que seu gato está excitado e alerta. E se estão voltados para trás, achatados contra as bochechas, ele está bravo ou com medo.

Obviamente que você precisa verificar se o ‘bigodeograma’ bate com as outras informações que o corpo está passando, tais como a posição das orelhas e do rabo, para confirmar se o gato quer carinho, ou se está pronto para dar uma arranhada em quem ousar incomodá-lo.

NUNCA corte os bigodes de um gato!

Com tudo isso que foi dito acima, esperamos que tenha ficado bem claro o grau de importância que os bigodes têm para um gato. Gatos que tiveram seus bigodes cortados têm dificuldade em calcular o tamanho de passagens e ficam entalados com facilidade. Os bigodes também são importantes para o equilíbrio do felino, e sem eles o gato pode ter dificuldade em andar em linha reta e em correr. Eles também podem ficar desorientados e cair, além de ter uma maior dificuldade em julgar distâncias, chegando a trombar com objetos e também a calcular errado o impulso que precisam dar em um salto. Todos esse fatores potencialmente colocam em risco a vida de um gato, principalmente se ele tem acesso à rua.

Felizmente, assim como outros pelos, os bigodes voltam a crescer depois de cortados, a não ser que seja causado algum dano à sua raiz. Filhotes costumam ser tão estabanados e pular tanto que é comum quebrarem os bigodes nas brincadeiras…o que os deixa ainda mais estabanados e descoordenados! Também não é incomum as mamães acabarem mastigando os ainda fininhos bigodes dos bebês, de tanto lamber e cuidar.

Fontes: Catster, TodayIFoundOut, Wikipedia, Cat-World, Petside, HowStuffWorks

Tradução e adaptação: RESGATINHOS

181023_545146688840235_1515626273_n

 

 

 

 

Posted in Geral | Leave a comment

Se puder assinar mais esse abaixo assinado, vamos avançar.

Abaixo-assinado Pelo fim do extermínio em massa nos CCZs – mensagem ao Ministro

Reportagem

Posted in Geral | Leave a comment

Petição para criação de lei sobre esterilização

LEI FEDERAL DE ESTERILIZAÇÃO GRATUITA DE CÃES E GATOS

Se você pode, dê um apoio: Clique aqui.

Posted in Geral | Leave a comment

Outro cão herói…

Tudo bem que o gatito é um site focado nos nossos amados bichanos. Mas vamos reconhecer o heroísmo de alguns cães que, realmente, merecem nosso carinho também.
É o caso deste cão Polonês que salvou uma menininha de 3 anos perdida na noite gelada abaixo de zero!

A menina, chamada Julia, foi encontrada na manhã do sábado ao lado do cachorro Czarek em um pântano a vários quilômetros de sua casa, no vilarejo de Pierzwin.
Ela foi levada a um hospital, onde se recupera dos efeitos da exposição ao frio de -5 graus.
Segundo o bombeiro Grzegorz Szymanski, o calor do cão foi suficiente para manter a menina viva e foi o fator primordial para a sua sobrevivência.

Reportagem

Posted in Geral, Homenagem | Leave a comment

Muito fofo!

Posted in Geral | Leave a comment

Literalmente uma cadela heroína !

Ao fazer compras na Amazon, deparei-me com este livro que obviamente tive que comprar. Comecei a ler a história desta fantástica cadela que procurava gatos abandonados e os “adotava”. Fantástico, definitivamente fantástico. A própria natureza dando exemplo aos que deveriam zelar por eles.

Ginny - A cadela que resgatava gatos

Ginny – A cadela que resgatava gatos

Posted in Adoção, Geral, Homenagem, Reportagem | Leave a comment

Erva dos gatos

Você já deu a erva dos gatos para o seu gatito?

Erva dos gatos

Erva dos gatos

Posted in Geral, Reportagem | Leave a comment

Gato ganha par de ‘asas’ e apelido de ‘Anjo’ na China

Problemas na pele e crescimento do pêlo teriam origem genética.
De acordo com cientistas, animal tem vida normal.

Você já viu um gato de asas? Pois saiba que eles, apesar de raros, existem. O mais novo animal a chamar a atenção do  mundo nasceu na província de Qingyan, na China.

Por causa de problemas na pele, possivelmente  causados por condições genéticas, e crescimento anormal da pelagem, o bichano desenvolveu as duas pequenas formações nas  costas, que se assemelham a asas.

A dona do gato, no entanto, acredita que o gato  foi exposto à poluição e sofreu estresse por ter sido ‘cortejado demais’ por fêmeas no cio.

“Ele é um anjo, e não um demônio”, afirma a dona, em  entrevista à agência de notícias HUashang. “Anjo”,  inclusive, é o apelido do animal. De acordo com especialistas consultados pela revista Cryptozoology, as deformidades não prejudicam a vida normal do gato.

0,,15374844-EX,00

Fonte:http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL739401-6091,00-GATO+GANHA+PAR+DE+ASAS+E+APELIDO+DE+ANJO+NA+CHINA.html

Posted in Geral | 1 Comment

A evolução do YouTube !

Um site com centenas de vídeos de nossos amados animais:  http://pettube.com/

Posted in Geral | Leave a comment