Tudo sobre pelos de gatos

“TIPO DE PELOS E FUNÇÕES A composição dos pelos dos gatos varia entre as raças, mas podemos dividir em dois grandes grupos, os de pelos curtos e os de pelos longos, sendo mais comuns os de pelagem curta, já que geneticamente essa é uma característica dominante, porque para um felino selvagem é muito mais fácil cuidar da pelagem se ela for curta, não é verdade? …
Além de proteger os bichanos do frio, os pelos podem indicar o humor e até mesmo ajudam na hora de uma briga como “medida de defesa”, para intimidar o adversário; o gato pode arrepiar os pêlos do dorso e da cauda criando uma ilusão de ser maior.
 BANHO DE GATO Gatos tem uma incrível facilidade para limpar e pentear a própria pelagem. Pesquisam revelam que gastam, em média, 15% do tempo realizando este trabalho que começa com lambidas nas patas dianteiras até que fiquem molhadas, depois as passam vigorosamente sobre a cabeça, repetindo o procedimento ao longo de todo o corpo, intercalado por lambidas, encerrando com uma limpeza completa da cauda.
REGURGITAÇÃO DE BOLAS DE PELO Durante esse processo de limpeza, os gatinhos acabam engolindo muitos fios, e aqueles que têm pelos longos são os mais prejudicados. O sistema digestivo dá conta de boa parte dos pelos expelindo-os pelo intestino, mas de vez em quando, regurgitam. Se ele faz isso de duas a três vezes por mês, não há um motivo para preocupação, mas se notar que o seu gatinho tenta repetidas vezes expelir pelos sem sucesso, apresentar prisão de ventre e perda de apetite, a massa de fios pode estar presa no estômago ou no intestino delgado, sendo um tipo de problema mais sério. Nesse caso, procure imediatamente um veterinário.
GATOS DE PELOS LONGOS Mesmo com toda a dedicação que os gatinhos têm com a limpeza da pelagem longa (persa, himalaia, angorá, por exemplo) precisam de ajuda de seus donos, e algumas vezes da mão de um profissional, para manter a pelagem limpa adequadamente.
ESCOVAÇÃO DOS PELOS Escovação dos pelos gera afeto e oportunidade de “investigar” seu gatinho. Escovar o gato cuidadosamente é a uma das melhores maneiras de evitar problemas com os pelos, mesmo para os gatos de pelagem curta. Normalmente os felinos aceitam bem este momento, já que o ritual de pentear-se mutuamente serve para criar vínculos entre os gatos e ainda é uma oportunidade para o bichinho relaxar. O ideal é acostumá-lo desde filhote, assim quando crescer, já estará acostumado com o processo. E ainda, no momento em que esteja cuidando dos pelos, pode investigar o seu gatinho e verificar se ele não está com a pele irritada, ou se há lesões, inchaços, tumores, carrapatos, pulgas ou qualquer outro problema que possa exigir a atenção de um veterinário. Existe também no mercado uma espécie de “Pente de Parede” que pode ser afixado em um dos cantos da sala por exemplo, onde seu gatinho costuma passar. As cerdas são um convite para que o gato se esfregue e acabam por reter boa parte dos pelos soltos.
PERÍODO DE TROCA DE PELAGEM E OUTROS MOTIVOS PARA QUEDA DE PELOS Muitas pessoas comentam que os gatos estão soltando mais pelos do que de costume, o que acontece é que todos os gatos passam por um período de troca de pelo, que acontece normalmente no período do ano em que os dias são mais longos (verão). Os gatos domésticos perdem menos pelos, mas para eles a mudança também ocorre anualmente. A queda também pode ser causada por estresse, ou por algum tipo de doença, além do que as fêmeas que acabaram de ter filhotes perdem mais pelos que o normal.
E SE O GATO NÃO SE LAMBE OU SE LAMBE EXCESSIVAMENTE? Caso o seu gato não limpe os próprios pelos recomenda-se a procura de um veterinário, pois pode estar sofrendo de algum tipo de doença séria, ao contrário, se ele se limpa excessivamente, pode ser o caso de algum distúrbio psicológico.
EM CASOS DE EMERGÊNCIA: Caso você encontre alguma coisa estranha na pelagem do seu gatinho é melhor que seja retirado imediatamente para que não seja ingerido durante o processo de limpeza e fique doente. Aqui temos algumas dicas do que fazer em caso de:
CARRAPICHOS: um pente de metal costuma resolver o problema. Para remover carrapichos que penetram mais profundamente na pelagem, passe óleo vegetal na área afetada. Se esse método também falhar, retire o carrapicho com uma tesoura, mas cuidado para não ferir o seu gatinho.
GOMA DE MASCAR: aplique gelo sobre a área para diminuir a viscosidade, depois puxe suavemente e corte-a com cuidado. Existem, como alternativa, vários produtos que facilitam a remoção da goma sem necessidade de cortar a pelagem.
TINTA: caso se trate de tinta lavável, mergulhe a área afetada em água durante cinco minutos ou até que o produto amoleça. Em seguida, use os dedos para esfregar a pelagem e remova a tinta. Se a mancha for de tinta à base de óleo ou de verniz, será necessário puxar cuidadosamente os pelos atingidos e cortar. Atenção: Jamais aplique removedor, gasolina nem outros solventes em seu gato.
PICHE: quando a pelagem do felino fica manchada com essa substância, quase sempre é preciso cortá-la. Algumas vezes, porém, uma boa aplicação de vaselina pode resolver o problema. Esfregue a vaselina sobre uma pequena parte da área afetada e em seguida retire o alcatrão amolecido com uma toalha limpa. Repita a operação quantas vezes forem necessárias e depois lave o gato com xampu adstringente.”
Fonte: Purina Cat Chow
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!
This entry was posted in Geral, Reportagem. Bookmark the permalink.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *